Sarau da Paulista Aniversário

Sarau da Paulista Aniversário

Sarau da Paulista

Sarau da Paulista

Mais poesia

Mais poesia

Um poema que toca seu coração

Um poema que toca seu coração

Poesia na Roosevelt

Poesia na Roosevelt

Poema de Emmanuel Marinho

Poema de Emmanuel Marinho

Poesia

Poesia

29 de julho

29 de julho

25 de julho / Homenagem a Claudio Willer

25 de julho / Homenagem a Claudio Willer

11 de Julho

11 de Julho

27 de Junho / Encontro de Corais Souza Lima

27 de Junho / Encontro de Corais Souza Lima

Primeiro de Junho / Achados e Perdidos

Primeiro de Junho / Achados e Perdidos

24 de Junho Parte III

24 de Junho Parte III

24 de Junho Parte II

24 de Junho Parte II

24 de Junho Parte I

24 de Junho Parte I

Virada Livre

Virada Livre

12 de Junho / Virada Livre

12 de Junho / Virada Livre

29 de maio / Luíza Oliveira " A menina que matou seus bichos"

29 de maio / Luíza Oliveira " A menina que matou seus bichos"

16 de maio / Lançamento no Praçarau

16 de maio / Lançamento no Praçarau

12 de maio e a Escola Florestan Fernandes

12 de maio e a Escola Florestan Fernandes

8 de Abril / Virada Poética II

8 de Abril / Virada Poética II

Sarau Achados e Perdidos Junho 2017

Sarau Achados e Perdidos Junho 2017
Sarau Achados e Perdidos

Virada Livre - uma construção

Virada Livre - uma construção

Virada Livre - uma experiência

Virada Livre - uma experiência

Virada Livre - uma experimentação

Virada Livre - uma experimentação

Poema "História de uma Julieta simples"

Poema "História de uma Julieta simples"

Luz e Ribalta no ECLA (Espaço Cultural Latino-Americano)

Luz e Ribalta no ECLA (Espaço Cultural Latino-Americano)
7 de maio de 2017

Laboratório da Risada CCB

Laboratório da Risada CCB
Laboratório da Risada no Centro Cultural Butantã

Extra ! Extra Extra !

Extra ! Extra Extra !

Sarau Sarau Sarau

Sarau Sarau Sarau

Tinha um poeta no meio do caminho

Tinha um poeta no meio do caminho
No meio do caminho tinha um poeta

Poema ao pé do ouvido

Poema ao pé do ouvido
"lugar de poesia é na calçada!"

Sarau da Paulista Abril 2017

Sarau da Paulista Abril 2017
Nossa roda(da) poética !

Nossa roda(da) poética !

Nossa roda(da) poética !

Canto de Oliveira Silveira

Canto de Oliveira Silveira
para fazer nossa roda(da) poética !

Poema de Emmanuel Marinho

Poema de Emmanuel Marinho
para abrir os trabalhos do Sarau da Paulista

Greve Geral dia 28 de Abril...Acorda, Brasil !

Greve Geral dia 28 de Abril...Acorda, Brasil !

Patuscada: vamos pra Greve Geral dia 28 de Abril

Patuscada: vamos pra Greve Geral dia 28 de Abril

MISC

MISC

Praçarau de Abril 2017

Praçarau de Abril 2017

Perifatividade Março 2017

Perifatividade Março 2017
Casa de Cultura Chico Science

Virada

Virada

Virada Abril 2017

Virada Abril 2017

Virada

Virada

Virada Livre

Virada Livre

Virada

Virada

Marcos Fonseca e Clóvis Ribeiro

Marcos Fonseca e Clóvis Ribeiro

Virada

Virada

Luz & Tom

Luz & Tom

Sarau da Paulista

Sarau da Paulista

Estadão.com

Estadão.com
Estadão.com

Virada Poética

Virada Poética
"Homens comuns e podemos formar uma muralha com nossos corpos de sonho e margaridas".Ferreira Gullar

Sarau da Casa Amarela

Sarau da Casa Amarela

"Homens comuns e podemos formar uma muralha com nossos corpos de sonho e margaridas".

"Homens comuns e podemos formar uma muralha com nossos corpos de sonho e margaridas".
"Homens comuns e podemos formar uma muralha com nossos corpos de sonho e margaridas".

Que incendeia minha vida. Que era viajante lenta. Tão faminta da alegria. Hoje é porto de partida.

Que incendeia minha vida. Que era viajante lenta. Tão faminta da alegria. Hoje é porto de partida.
Virada Poética Fevereiro 2017

Poesias na Cesta: Praçarau

Poesias na Cesta: Praçarau
Poesias na Cesta: Praçarau

Praçarau 6 anos

Praçarau 6 anos
Poesias na Cesta comemora Primeiro ano de atividades

Foi bonita a festa pá...fiquei contente!

Foi bonita a festa pá...fiquei contente!
...Foi bonita a festa pá...

Feliz 2017

Feliz 2017
Feliz 2017

Sarau da Paulista

Sarau da Paulista
Sarau da Paulista

Reserva ética

Reserva ética
Reserva ética

Inevitável amor

Inevitável amor
Inevitável amor

Tamo junto!

Tamo junto!
Rádio Cidadã 87,5 FM

Eu, Cláudio Laureatti e Rubens Jardim na entrevista

Eu, Cláudio Laureatti e Rubens Jardim na entrevista
Dezembro 2016

Dezembro

Dezembro
Vunerabilidade social

Novembro

Novembro
Negritude

Outubro

Outubro
Criança

Setembro

Setembro
Independência

Agosto

Agosto
Loucura

Julho

Julho
Política

Junho

Junho
Homoafetividade

Trabalho

Trabalho
Maio

Abril

Abril
Índio

Março

Março
Mulheres

Fevereiro

Fevereiro
Educação

Janeiro

Janeiro
Ocupação

Sarau da Paulista

Sarau da Paulista

Sarau da Paulista

Sarau da Paulista

Sarau da Paulista

Sarau da Paulista

Poesia-jornal

Poesia-jornal

Praçarau na Fábrica de Cultura Capão

Praçarau na Fábrica de Cultura Capão

Praçarau na Fábrica de Cultura Capão

Praçarau na Fábrica de Cultura Capão

II Srau da Cida

II Srau da Cida

Srau da Cida

Srau da Cida

Srau da Cida

Srau da Cida

SP Escola de Teatro

SP Escola de Teatro
Sarau Inevitável Amor / Outubro

Sarau Inevitável Amor

Sarau Inevitável Amor
SP Escola de Teatro

Sarau da Paulista

Sarau da Paulista

Se a Paulista fosse minha eu mandava ocupar. Com poesia para o meu amor passar.

Se a Paulista fosse minha eu mandava ocupar. Com poesia para o meu amor passar.

Sarau da Paulista

Sarau da Paulista

9 de Outubro de 2016

9 de Outubro de 2016

Teatro-jornal, o Sarau

Teatro-jornal, o Sarau
Setembro 2016

Teatro-jornal, o Sarau

Teatro-jornal, o Sarau

Sarau da Paulista

Sarau da Paulista

SaraPau !

SaraPau !

Sarau da Paulista 28 de agosto de 2016

Sarau da Paulista 28 de agosto de 2016

SaraPau !

SaraPau !

Sarau Paulista em 10 de Julho 2016

Sarau Paulista em 10 de Julho 2016

Sarau do Charles FUNARTE Maio 2016

Sarau do Charles FUNARTE Maio 2016
OCUPA SP

Espaço Cultural Encena

Espaço Cultural Encena

Poesia pois é poesia...

Poesia pois é poesia...
Poesia pois é poesia...

Srau da Cida

Srau da Cida

Srau da Cida / Rádio Cidadã 87,5 FM

Srau da Cida / Rádio Cidadã 87,5 FM

CORALUSP apoio a Ocupação/USP

CORALUSP apoio a Ocupação/USP

CoralUSP Oxumaré

CoralUSP Oxumaré

A Plenos Pulmões

A Plenos Pulmões

A Plenos Pulmões

A Plenos Pulmões

Tempo

Tempo

Sobre-voar

Sobre-voar

Bando de loucos roucos

Bando de loucos roucos

Rádio Cidadã 87,5 FM e mais luz !

Rádio Cidadã 87,5 FM e mais luz !

Ocupa Funarte SP Maio 2016

Ocupa Funarte SP Maio 2016

Virada Cultural 2016: Praçarau, o sarau !

Virada Cultural 2016: Praçarau, o sarau !

Virada Cultural 2016

Virada Cultural 2016

Ocupação Funarte 2016

Ocupação Funarte 2016
Temer Jamais

Ocupação Funarte 2016

Ocupação Funarte 2016
Temer Jamais

Virada Cultural 2016

Virada Cultural 2016
Cultura Popular

Sarau Alternativo: Toca, Raul !

Sarau Alternativo: Toca, Raul !
Sarau Alternativo em Abril 2016.

Todo dia era dia do índio

Todo dia era dia do índio
Todo dia era dia do índio

Sarau do Charles: é o que liga!

Sarau do Charles: é o que liga!
Sarau do Charles: ligue já!

Aniversário do Sarau da Cesta

Aniversário do Sarau da Cesta

B.O.S.C ( Base Oficina Sarau da Cesta)

B.O.S.C ( Base Oficina Sarau da Cesta)
B.O.S.C (Base Oficina Sarau da Cesta)

É só chegar, família!

É só chegar, família!

É só chegar, família!

É só chegar, família!

Poema-pílula

Poema-pílula
Dr. Pills Von Pilsen

Poema-pílula

Poema-pílula
Dr. Pills Von Pilsen

Viva o Sarau do Charles!

Viva o Sarau do Charles!

PSIU Poético 30 anos de poesia ! Salve poeta Aroldo Pereira!

PSIU Poético 30 anos de poesia ! Salve poeta Aroldo Pereira!
Psiu Poético 30 anos !

S.E.L.F.I.E, encontro do dia 27 de Fevereiro de 2016

S.E.L.F.I.E, encontro do dia 27 de Fevereiro de 2016

S.E.L.F.I.E, o encontro de 27 de Fevereiro 2016

S.E.L.F.I.E, o  encontro de 27 de Fevereiro 2016

Elixir da rebeldia, fórmula mágica da paz !

Elixir da rebeldia, fórmula mágica da paz !

É só chegar, família!

É só chegar, família!
É só chegar, família! Sarau do Charles!

Sarau do Charles: é só chegar, família!

Sarau do Charles: é só chegar, família!
É só chegar, família! Sarau do Charles!

Sarau do Charles: é só chegar, família!

Sarau do Charles: é só chegar, família!
É só chegar, família! Sarau do Charles!

Mesa e Cantinho do poeta

Mesa e Cantinho do poeta

Mesa e Cantinho do poeta / Sarau do Charles Novembro 2015

Mesa e Cantinho do poeta / Sarau do Charles Novembro 2015

Sarau saraus saraus

Sarau saraus saraus

Um brinde à poesia !

Um brinde à poesia !

Chanter à plein poumons !

Chanter à plein poumons !

A Plenos Pulmões

A Plenos Pulmões

Poesia Na Faixa

Poesia Na Faixa

Poesia Na Faixa

Poesia Na Faixa

"Se o barato é louco e o processo é lento deixa eu caminhar contra o vento..."

"Se o barato é louco e o processo é lento deixa eu caminhar contra o vento..."

Justiça !

“ Ver o direito brotar como água e a justiça correr como o rio que não seca.” (Amós 5:24)

Justiça !

Existe uma justiça perfeita
Uma justiça à esquerda
Uma justiça à direita
Direito de vingança
Assassinato
Ironia das ironias, nós, homens imperfeitos
temos uma justiça perfeita
Uma justiça de exceção
Uma justiça eleita
Quanta inocência
Pode acontecer um momento de violência
um segundo desesperado confuso
um tremor de mão
Uma respiração errada
Uma ação premeditada uma simples canetada
E não há como reparar ter um coração machucado
Ter uma promessa quebrado
O brilho da justiça nos ilumina tanto quanto essa propina
Isso não se sustentará
Apocalipse já
Arrancado o capítulo do Direito Social
É o juízo final
Chamem o Imperador a TV a Justiça
Deposita na Suíça
Justiça!


Movimento Ocuparte: poesia das cestas !

Movimento Ocuparte: poesia das cestas !

Guarda-chuva ou guarda-lua ?

Guarda-chuva ou guarda-lua ?

A gente não quer só poesia

A gente não quer só poesia

F.A.M.Q

F.A.M.Q

Sarau da Educação

Sarau da Educação
Osasco 18 de Julho

Livros livros livros

Livros livros livros

Bodega do Brasil

Bodega do Brasil

Na Biblioteca Mário de Andrade ! O pior analfabeto é o "Analfabeto Político" ( B.Brecht)

Na Biblioteca Mário de Andrade ! O pior analfabeto é o "Analfabeto Político" ( B.Brecht)

Encontro de Utopias

Encontro de Utopias

Encontro de Utopias

Encontro de Utopias

Encontro de Utopias

Encontro de Utopias

Encontro de Utopias

Encontro de Utopias

Poeta Boxeador

Poeta Boxeador

Express your S.E.L.F.I.E ! ! !

Express   your   S.E.L.F.I.E   !   !   !

# S.E.L.F.I.E 2

#   S.E.L.F.I.E   2

Dia das Mães

Dia das Mães

Dia das Mães

Dia das Mães

S.E.L.F.I.E ( Sociedade de Estudos Literários Filosóficos Imaginários Experimentais)

S.E.L.F.I.E ( Sociedade de Estudos Literários Filosóficos Imaginários Experimentais)
S.E.L.F.I.E ( Sociedade de Estudos Literários Filosóficos Imaginários Experimentais)

# S.E.L.F.I.E 1 ( Sociedade de Estudos Literários Filosóficos Imaginários Experimentais)

# S.E.L.F.I.E 1  ( Sociedade de Estudos Literários Filosóficos Imaginários Experimentais)
S.E.L.F.I.E ( Sociedade de Estudos Literários Filosóficos Imaginários Experimentais)

Lab-Arte Primeiro Semestre 2015

Lab-Arte Primeiro Semestre 2015

S.E.L.F.I.E

S.E.L.F.I.E

S.E.L.F.I.E ( Sociedade de Estudos Literários Filosóficos Imaginários Experimentais)

S.E.L.F.I.E ( Sociedade de Estudos Literários Filosóficos Imaginários Experimentais)

Sarau Da Ponte Pra Cá

Sarau Da Ponte Pra Cá

Lançamento do livro "Luz e Sombra"

Lançamento do livro "Luz e Sombra"

É só chegar, família! Sarau Quinta em Movimento no Sarau Lab-Art !

É só chegar, família! Sarau Quinta em Movimento no Sarau Lab-Art !
É só chegar, família !

Sarau Lab-Art

Sarau Lab-Art

Sarau Lab-Art

Sarau Lab-Art

E que tal aquele café ?

E que tal aquele café ?

E que tal aquele café ?

E que tal aquele café ?

Sarau da Cesta na Cia Paideia

Sarau da Cesta na Cia Paideia

Sarau da Cesta na Cia Paideia

Sarau da Cesta na Cia Paideia

Cubo mágico

Cubo mágico

Wave

Wave

Teatro

Teatro

"Só a antropofagia nos une! " (Oswáld)

"Só a antropofagia nos une! " (Oswáld)

Experimenta Poesia

Experimenta Poesia

Experimenta Poesia

Experimenta Poesia

Experimenta Poesia

Experimenta Poesia

Experimenta Poesia

Experimenta Poesia

Sarau CEU Parelheiros

Sarau CEU Parelheiros
Sarau Quinta em Moviemnto

Sarau CEU Parelheiros

Sarau CEU Parelheiros
Sarau Quinta em Moviemnto

Sarau do mercado

Sarau do mercado

Sarau do Mercado

Sarau do Mercado
Sarau do Mercado

S.E.L.F.I.E Sarau do Grajaú

S.E.L.F.I.E  Sarau do Grajaú
S.E.L.F.I.E (Sociedade de Estudos Literários Filosóficos Imaginários Experimentais)

Sarau do Grajaú no dia 28 (sábado) de Março 2015

Sarau do Grajaú no dia 28 (sábado) de Março 2015
É só chegar, família !

Sarau Art'tude com Mestre Fininho

Sarau Art'tude com Mestre Fininho
TV Sarau...é só chegar, família !

Sarau CEU Parelheiros

Sarau CEU Parelheiros
Quinta em Movimento

Sarau Art'Tude

Sarau Art'Tude
Sarau Art'Tude

Dia 22 de Fevereiro Domingo Sarau Buraco da Minhoca

Dia 22 de Fevereiro Domingo Sarau Buraco da Minhoca
Dia 22 de Fevereiro Domingo Sarau Buraco da Minhoca

Sarau do Pira dia 21 de Fevereiro sábado

Sarau do Pira dia 21 de Fevereiro sábado
Sarau do Pira

Livro "Luz e Sombra" de Claudio Laureatti.

Livro "Luz e Sombra" de Claudio Laureatti.

Sarau do Mercado Terça dia 10 de Fevereiro.

Sarau do Mercado Terça dia 10 de Fevereiro.
É só chegar, família !

Rascunhos poéticos

Rascunhos poéticos
É só chegar, família !

Rascunhos poéticos

Rascunhos poéticos
Rascunhos poéticos

Se a Tarifa não baixar São Paulo Vai parar. É de 3 reais pra baixo até Zerar

Se a Tarifa não baixar São Paulo Vai parar. É de 3 reais pra baixo até Zerar
Se a Tarifa não baixar São Paulo Vai parar.É de 3 reais até Zerar

Feliz Ano Novo 2015 e Passagem Velha de r$ 3,00

Feliz Ano Novo 2015 e Passagem Velha de r$ 3,00
Se a Tarifa não baixar São Paulo Vai parar. É de 3 reais pra baixo até Zerar !

Unidos e misturados de Parelheiros

Unidos e misturados de Parelheiros

Unidos e Misturados

Unidos e Misturados

Unidos e Misturados

Unidos e Misturados

E o espírito tão grande quanto Mahtma Gandhi

E o espírito tão grande quanto Mahtma Gandhi
E o espírito tão grande quanto Mahtma Gandhi

Agita Cratera ( Sarau Na Esquina + Sarau da Cesta )

Agita Cratera ( Sarau Na Esquina + Sarau da Cesta )
Agita Cratera ( Sarau Na Esquina + Sarau da Cesta )

Comprido demais para ler

Comprido demais para ler: não para para ler

Sinto falta do meu cérebro pre-internet

Máquinas estão falando de você pelas costas

A internet reduz as pessoas a escolherem entre likes e dislikes

A internet induz as pessoas a escolherem entre a ciência e a religião da internet

Meu senso de comunidade agora é um site que visito dois minutos antes da meia-noite

Jovens hiperconectados são monstros situados às vezes a menos de um metro de você e 900km longe de você

É um mundo hiperconectado: parecer ou ser classe média nunca foi tão divertido – a tecnologia favorece gente horrorosa.

Guarde como tesouro qualquer coisa que não puder fazer download

Não se lembrar de nada que seja obrigatório está se tornando obrigatório

É obrigatório hoje em dia guardar como tesouro aquilo que não é possível de fazer download

A internet induz as pessoas a escolherem entre a ciência e a religião da internet

A internet reduz as pessoas a escolherem entre likes e dislikes

Gostar não é votar

Um por cento de socialismo via eleitoral é um por cento de socialismo via eleitoral

A história já não é mais uma ferramenta para compreender o presente?

Ler os clássicos dos cérebros que leram os clássicos não ajuda ninguém neste século ?

Nunca fomos tão inteligentes

Nunca fomos tão estúpidos

Nunca fomos tão interessantes

Nunca fomos tão entediantes

Sentir-se único não é ser único

Seu blog é fútil

E se houvesse uma droga que fizesse você parecer menos com seu FakeBook e mais com você?

E se você soubesse que faz parte da última geração que vai morrer ?

Não é ilusão: o tempo está se movendo mais rápido, faster, mais rápido, faster

Fast young people are monsters

Eles estão fotografando a salada de pepino do almoço de hoje

Aos 15 anos falar e não fazer tem certa graça

O máximo de tempo de atenção que você consegue equivale à duração de uma canção dos Beatles ?

Confundir caos com liberdade é embaraçoso

O futuro ama você porém não precisa de você

O futuro tem ar condicionado sob sol a pino e não cheira o fedor desse (d)esgo(s)to a céu aberto chamado Rio Pinheiros: cheira bem pior – cheira a desastre ambiental

Pessoas fazem o capitalismo

Pessoas fazem mal ao capitalismo

Adolescentes em passeatas ficam com hematomas e quando negros, são chamados de macacos, e quando presos, mais hematomas, e quando gays, mais hematomas, e quando pobres, ninguém mais viu

Que todos os dias da sua vida sejam 10 de setembro

Que todos os dias de sua vida sejam 12 de setembro

Você sabe que o futuro está chegando quando começa a ficar com medo

Fuma? Bebe? quer filhos? sente falta do cérebro pre-internet desconectado/desligado do consumismo?

A vida não é uma entrevista de emprego. Viver é contar histórias. Viver é viver histórias. Em carne e osso. In the flesh.

Youtube or not to be ?

Opostos se atraem segundos antes de se atacarem

Estamos cada vez mais aprendendo a nos odiar à distância: cresceu o número de troca de e-mails.

Sarau na Esquina e Sarau da Cesta

Sarau na Esquina e Sarau da Cesta
Sarau Na Esquina e Sarau da Cesta

O eco ( Cecília Meireles)

O eco


O menino pergunta ao eco
onde é que ele se esconde.
Mas o eco só responde: "Onde? Onde?"

O menino também lhe pede:
"Eco, vem passear comigo!"

Mas não sabe se eco é amigo
ou inimigo.

Pois só lhe ouve dizer:
"Migo!"

Sarau Na Esquina em Agosto 2014

Sarau Na Esquina em Agosto 2014

Livro Luz total

Livro Luz total
Sarau Na Esquina

Livro Luz Total, poema "Para além dos muros"

Livro Luz Total, poema "Para além dos muros"

Sarau Na Esquina em Agosto 2014

Sarau Na Esquina em Agosto 2014
Sarau Na Esquina

Sarau Na Esquina em Agosto 2014

Sarau Na Esquina em Agosto 2014

4 anos de Perifatividade

4 anos de Perifatividade

O mundo muda

O mundo mudo
O modo doma
O modo manda
O mudo manda

O mundo munda
O manda mundou
O mando muda
O mundo mudou

E a Turma do Morro do Querosene

E a Turma do Morro do Querosene

Brasil quilombo

Brasil quilombo

20V Leminsky

20V Leminsky

Primeiro levaram os negros

Primeiro levaram os negros

AACD 21 anos do Hospital

AACD 21 anos do Hospital
11 de Julho

Semana de Homenagem aos 21 anos da AACD hospital

Semana de Homenagem aos 21 anos da AACD hospital

Homem animal social

Agora sou um sujeito social
Roupa social
Elevador social
Bebo socialmente
Sobriedade nos negócios
juntos aos sócios da empresa
com razão social estabelecida
Na minha vida
controlo minha irritabilidade
Esse controle é uma das maiores
senão a maior habilidade social
para viver em sociedade

Senão perco a promoção a posição a herança
A mulher se cansa e vai embora
Sou queimado fico fora das colunas sociais
Sobra somente a solidariedade
de outro sujeito antissocial
deslocado da moral da sociedade

Mas de degrau em degrau
chegamos aqui ao topo da pirâmide social
Aliado ao Big Money Bankers gente bondosa
Muitos tapinhas nas costas
Socialites e convites para as festas sociais
aquelas que todo mundo gosta
Fundamos sociedades filantrópicas
Sites na Internet para surfar sofismar sonegar
Meio ambiente e associação de ajuda beneficente
Fábrica e cultura aos doentes do coração
porém o câncer social
Esse não tem cura
Realidade triste e dura
O homem é um animal social
que não se mistura com todo tipo de gente
Palavra é de prata
Silêncio, ouro
Tenho uma limousine esperando para me levar
para aquele jantar in 5-star-hotel
Tenho uma mansão no Morumbi
Milhões de motivos para sair
aos três meses de férias-holiday a que fiz jus
O último que sair apague a luz


PTralhas e Tucanalhas

PTralhas e Tucanalhas

Joia rara

Coração de pedra
Coração depredado - vidraça
Cidade de pedra
Cidade depredada - vingança
Poesia pedra preciosa
À noite...diamantes fiéis...
Jade manhã seus olhos...brilhantes !

Copa rebelde...A luta continua...E você?

Copa rebelde...A luta continua...E você?

Drummond Agosto

Drummond Agosto

Raul Seixas, nosso Raulzito / AGOSTO / 25 anos

Raul Seixas, nosso Raulzito / AGOSTO / 25 anos

José Lino Grunewald, Zelino / JULHO

José Lino Grunewald, Zelino / JULHO

TrupQtrip

Tropa de choque
Troca de tropa
Choque de tropa
Shopping de trocas
Troca de cheque
Troca de chefe
Topas um chop ?
Truque de hippie
Trupe rosa choque
TrupQTrip

Louco, louco sim !

Louco, louco sim !

Poema Consolo

Poema Consolo

Copa Rebelde 2014

Copa Rebelde 2014

Copa Rebelde 2014

Copa Rebelde 2014

Cazuza Julho 2014

Cazuza Julho 2014

Cazuza Julho 2014 / 24 anos

O que é ideologia, cazuza ?

Não me convidaram
pra esta festa do Clero, Burguesia sem nobreza e pobreza do Povo
que Globo Bandeirantes Record armaram
pra me convencer
a assistir futebol na TV toda quarta e domingo
E essa droga de malhar ladrão de celular ou de galinha
Brasileiro é ladrão antes de nascer ?
Me ofereceram R$ 724,00
de pleno emprego
Fiquei na porta
estacionando os carros
mas me elegeram
chefe do narcotráfico
pois dá mais crédito do que legalizar
É uma piada
Brasil!
Não me pacificaram
com o apoio do Fantástico
Não atiraram em mim
Será que é o meu fim?
Ver TV a cores
na taba da nova classe média
programada
pra só dizer "plin plin"
Brasil !
Mostra tuas cartas
quero ver quem pagou torturou matou
pra gente ficar assim
Brasil!
Como foi teu acordo MEC-USAID?
Time-Life foi o nome do teu sócio Rede Globo?
Igreja Universal do Reino do Dólar Pra lamentar?
Anima Educação-mercadoria e Laureate de Baltimore de mal a pior?
Grande pátria
Superpotência verde
O sol da liberdade
Memória, justiça e verdade
Não, não vamos esquecer
Brasil!
Releitura do clássico "Ideologia" de Cazuza por Claudio Laureatti


E agora ?

E agora ?

Caixa de chocolate em formato de coração

Vontade de ser seu outro

Fazer amor no chuveiro da rua

Fazer poesia ao olhar pra lua

Vontade de ser seu amor

pra ver de manhã você

caber naquele vestidinho de flor

Vontade de ser seu amante

enquanto seu amado corre corre

corre atrás do próprio rabo

Vontade de falar no seu ouvido

e sentir seu riso seu espanto:

"- Você deve ficar linda só de tamanco".

Vontade de ser seu manto

seu mantra sua rádio sua revelação

seu chocolate em formato de coração

Sarau da Ademá... Festa Junina

Sarau da Ademá... Festa Junina
8 de Junho de 2014

Poesia e profissão

Poesia e profissão
8 de Junho de 2014

Disk Análise

Se sofres de Normose, isto é, nada pode sair do Normal, são muitas as pessoas acostumadas e até mesmo preocupadas de que tudo tem que estar Normal sempre. Podes contar com o serviço Disk Analise...

Disque 1) Para amor próprio bem espezinhado, maltratado deveras

Disque 2) Fracasso financeiro, sem amor e sem dinheiro

3) Perversões sexuais recalcadas e/ou atos imorais inconfessáveis

4) Injustiças sofridas em silêncio

5) Lidar com contrariedades, idades e compulsividades

6) Complexo de inferioridade

7) Complexo de superioridade

8) Complexo de Complexidade

9) Comportamentos infantis que levam alguns a querer lhe aplicar a Terapia do Joelhaço ou Psicologia do Cotovelaço

Para ouvir todas as alternativas novamente aguarde um momento na linha...

Sentimos muito seu tempo de consulta está en-ce-rra-do

Temos aqui um remédio: poemas-pílulas !

Louco é você que está querendo me internar !

Chaplin

Chaplin

Mentiras, inverdades e outras filosofias

A vida será mais bem vivida quanto menos sentido tiver
A vida irrefletida não vale a pena ser vivida
A razão vive na linguagem
Não há nada fora do texto
A linguagem é uma arte social
O conhecimento na terra são sombras
Somente pensamos quando confrontamos um problema
O pensamento funciona por oposição
Pense o contrário: a sociedade é de fato um contrato
O contrato é um fato da sociedade
É preciso arriscar mais pra ter sucesso
É preciso ter sucesso pra arriscar mais
O homem é um animal que faz barganhas
Age como se o que faz fizesse diferença
A mente não tem gênero
Nenhum homem governa outro sem consentimento
As mulheres mais respeitosas são as mais oprimidas
Soberania não se dá se toma
A guerra é uma extorsão
O poder político vem do cano do revólver chamado microfone ou televisão
O objetivo da lei é preservar e aumentar a liberdade
O homem nasce livre e por todos os lados vivemos acorrentados
Não existem libertadores só o povo liberta a si mesmo
Na verdade na crua realidade liberdade é o poder que temos sobre nós mesmos
ou não
Só o mito importa
Minto
Muito
Política é a arte de unir os homens entre si
Os planos para o país são talvez compartilhados com os mais estudados
A perestroika unificou o socialismo e a democracia
E a democracia parou aquele socialismo
A China teve sucesso em unir o socialismo ao capitalismo
E o capitalismo engoliu aquele socialismo
O comunismo é o enigma da história resolvida
A concepção do estado fascista abarca tudo
A dúvida não é uma condição agradável
mas a certeza absoluta gera absurdos
A verdade está no mundo imaginário à nossa volta
Alguns filmes merecem ser vistos
Alguns livros precisam ser lidos
Ser é ser percebido


Confidências de um paulistano

Há muitos anos nasci em São Paulo

Principalmente vivi em São Paulo

Por isso sou triste, triste, triste, orgulhoso: de Concreto

Noventa por cento de Concreto nas almas

Oitenta por cento com desconto pra Freguesia

E esse alheamento do que na vida é porosidade e globalização

A vontade de ganhar dinheiro que me paralisa o amor

vem de São Paulo de suas noites cinzas de Augusta lâmpada neon

100 mulheres 100 horizontes 100 perspectivas

E o hábito de contar dinheiro, que tanto me adverte,

é herança paulistana

De São Paulo trouxe prendas que ora te ofereço

Esta nova arte velha concreta rua de mão única

Este Cristo pixado no muro psicodélico onde se lê: "Revolução é vida!"

Este tapete de jornal mambembe estendido no sofá

Este orgulho, esta esperança cabisbaixa

Tive mercado, tive gado, hoje sou funcionário público nesse Estado

A estrela vermelha é apenas um quadro na parede

Mas como doi!


Feliz Dia das Mães

Feliz Dia das Mães

Salve

Salve

Dom Quixote De La Perifa

Dom Quixote De La Perifa
Dom Quixote De La Perifa

João do morro

Novamente no morro
Osso duro de roer
João como João qualquer
A tribo passa fome de cachorro
João afro-tupi
João aprendeu a resistir
De príncipe a escravo
De preto forro a operário
João Nazário
do sangue derramado afro-tupi
João operário afro-tupi aprendeu a resistir


História simples de uma Julieta simples

Ela simplesmente gosta de outra Julieta
Julieta e Julieta
Romeu e Romeu
Não sabe o que fazer faz nada
Deixa passar, passar elas,
as Julietas, eles,
os Romeus, elas,
Julietas e Julietas
Romeus e Romeus
A cidade que nunca para vai parar para passar elas
Julieta e Julieta

Ser Tão Poético ! Ser Tão Cabral...João Cabral...de obra poética do surrealismo ao cordel popular !

Ser Tão Poético ! Ser Tão Cabral...João Cabral...de obra poética do surrealismo ao cordel popular !
Ser Tão Poético ! Ser Tão Cabral...João Cabral...de obra poética do surrealismo ao cordel popular !

E quem viveu, viveu...uma noite de Sarau Poemas à Flor da Pele

E quem viveu, viveu...uma noite de Sarau Poemas à Flor da Pele

Fernando Bike

Fernando Bike

Mario Quintana ! Presente !

Mario Quintana ! Presente !

Sarau Poemas à Flor da Pele

Sarau Poemas à Flor da Pele

Cuidado ! A maioria pode estar errada !

Cuidado ! A maioria pode estar errada !

Sarau Poemas à Flor da Pele

Sarau Poemas à Flor da Pele
Sarau Poemas à Flor da Pele

Centro Cultural Vergueiro, Sarau Poemas à Flor da Pele e lançamento do livro Luz total

Centro Cultural Vergueiro, Sarau Poemas à Flor da Pele e lançamento do livro Luz total

Porão XI de Agosto, Sarau MANIFESTO da Cesta, A flor e A náusea

Porão XI de Agosto, Sarau MANIFESTO da Cesta, A flor e A náusea

Casa das Rosas, Sarau a Plenos Pulmões e livro Luz Total !

Casa das Rosas, Sarau a Plenos Pulmões e livro Luz Total !

Casa das Rosas, Sarau A Plenos Pulmões e Sarau da Cesta neles !

Casa das Rosas, Sarau A Plenos Pulmões e Sarau da Cesta neles !

Casa das Rosas, Sarau A Plenos Pulmões e Luz Total !

Casa das Rosas, Sarau A Plenos Pulmões e Luz Total !

Luz Total de Claudio Laureatti

Luz Total de Claudio Laureatti

Toque fogo em Miami

Aluguei um cômodo

Ela acha incômodo

Casei com meu sonho

O sonho dela é casar

Primeiro acorde

O maestro é pop

Eu sou um pobre star



Lab-Arte de Poesia-Jornal a partir de 14 de março (sexta) na Pedagogia-USP

Lab-Arte de Poesia-Jornal a partir de 14 de março (sexta) na Pedagogia-USP
Lab-Arte de Poesia-Jornal a partir de 14 de março (sexta) na Pedagogia-USP

Galera A Plenos Pulmões ! ! !

Galera A Plenos Pulmões ! ! !

Poema por Stencil

Você Nua

Acho Lua

Você Só

Acho Sol



A Plenos Pulmões, o sarau !

A Plenos Pulmões, o sarau !

Rima com juventude são rimas-nuvens

Rima com juventude são rimas-nuvens
Rima com juventude são rimas-nuvens

Drummond en France (Você já foi à Paris, Amado? )

" É preciso fazer um poema sobre Paris . . . mas eu nunca fui lá !"


Poema de Carlos Drummond de Andrade em releitura de Claudio Laureatti

Borboletas do Trem

Põe na tela do Youtube
Corta essa de artista cedido pela TV Globo
Nas ruas sigo aos vivos
as passeatas
pacíficas, se possível
Se a polícia fascista não atravessar
Desmilitarização já !
Rima com juventude são rimas-nuvens
Sou um homem das letras
nesse vai-e-vem das borboletas do trem



Sarau Perifatividade dia 15/02/2014

Sarau Perifatividade dia 15/02/2014
Biblioteca Amadeu Amaral

Sarau Perifatividade dia 15/02/2014

Sarau Perifatividade dia 15/02/2014
Biblioteca Amadeu Amaral

Izac Laureatti

Izac Laureatti

Biblioteca Amadeu Amaral

Biblioteca Amadeu Amaral

Leitura do dia: " A Festa no céu" um conto do nosso folclore

Leitura do dia: " A Festa no céu" um conto do nosso folclore

" A Festa no céu"

" A Festa no céu"

Leitura do dia: " A Festa no céu: Um conto do nosso folclore", de Angela Lago

Leitura do dia: " A Festa no céu: Um conto do nosso folclore", de Angela Lago
Leitura do dia: " A Festa no céu: Um conto do nosso folclore", de Angela Lago

É só chegar, família !

É só chegar, família !
É só chegar, família !

Amizade é o que fica é o que liga é o que é ! ! !

Amizade é o que fica é o que liga é o que é ! ! !

SP 460 anos: comemorar o quê?

SP 460 anos: comemorar o quê?

SP 460 anos: comemorar o quê ?

SP 460 anos: comemorar o quê ?
SP 460 anos: comemorar o quê?

Lê Guarulhos

Lê Guarulhos
Lê Guarulhos

Ciga-Nada...Ciga-Nos...Sigamos ciganos ! ! !

Ciga-Nada...Ciga-Nos...Sigamos ciganos ! ! !
Ciga-Nada...Ciga-Nos...Sigamos ciganos ! !

Sarau Encontro de Utopias convida Claudio Laureatti

Sarau Encontro de Utopias convida Claudio Laureatti

Neste sábado...é só chegar, família ! ! !

Neste sábado...é só chegar, família ! ! !

Poetas Ambulantes na Perifatividade ! ! !

Poetas Ambulantes na Perifatividade ! ! !
21 Setembro

BiblioCasa

BiblioCasa
Livros livro livros

Encontro de Utopias Agosto

Encontro de Utopias Agosto
Encontro de Utopias

"Nunca fomos catequizados. Fizemos foi carnaval."

"Nunca fomos catequizados. Fizemos foi carnaval."
Contra a realidade social, vestida e opressora, cadastrada por Freud – a realidade sem complexos, sem loucura, sem prostituições e sem penitenciárias do matriarcado de Pindorama.(Oswald de Andrade, Manifesto Antropófago)

O sol vai desaparecer, a noite vai ser eterna e o mundo vai se acabar

O sol vai desaparecer, a noite vai ser eterna e o mundo vai se acabar

Sarau Perifatividade Julho 2013

Sarau Perifatividade Julho 2013
Seja bem-vindo e fique muito à vontade ! ! !

Em toda e qualquer situação eu quero tudo pra cima

Em toda e qualquer situação eu quero tudo pra cima

às Ruas ! às Ruas ! às Ruas !

às Ruas ! às Ruas ! às Ruas !

Peabiru, o caminho suave: O verde também sangra

Peabiru, o caminho suave: O verde também sangra

Recanto Vida Nova

Recanto Vida Nova

A poesia é uma flor pra colocar no fuzil

A poesia é uma flor pra colocar no fuzil

Sarau dos Mesquiteiros na Biblioteca

Sarau dos Mesquiteiros na Biblioteca

Jornalirismo

Extra! Extra ! Extraordinário ! Extra ! Extra !

Jornal última edição Últimas notícias

última mostra última moda

último centavo

Ultimato

Última hora

última chance último romance

última chamada

última morada


Último segundo

Último selo

último modelo

último abrigo

último pedido

última gargalhada

última palavra do último discurso

Último recurso

em última instância

A esperança é a última que move

A caridade é a última que morre

Meus últimos crimes estão sendo queimados...cremados...

Os últimos não serão sequer colocados...mencionados...

...classificados...Classificados! Extra ! Extra ! Extra!

Claudio Laureatti

"Se você não tomar cuidado, os jornais farão você odiar o oprimido e amar o opressor". (Malcolm X)

Tatiana Belinky para todo o planeta ! ! !

Tatiana Belinky para todo o planeta ! ! !
Miss Brasil 2000

Saraus saraus saraus

Saraus saraus saraus

Saraus de imagens

Saraus de imagens
Bêbados abraçam os pés das mesas.Passa o pé macio sob meu peito desnudo com leveza.Penso num modo de dormir em pé ...juro de pés juntos que não mudei minha fé...para que meus inimigos tenham pés...

à Plein Poumons ! ! !

à Plein Poumons ! ! !
Soirée Littéraire - A literary evening of contemporary writing in Brazilian Portuguese

Junho SobreNome Liberdade convida Sarau Perifatividade

Junho SobreNome Liberdade convida Sarau Perifatividade

Junho Sobrenome Liberdade

Junho Sobrenome Liberdade

Para além de Cazuza


Meus heróis morreram de overdose

Ou na guerrilha

Inimigos estão no poder

Com o tempo aprovamos o que queremos

Fizemos alianças coleguismos políticos

Deu PT ( Perda Total)

Os heróis das estátuas também eles tem

nome RG e não cheiram bem

Ser burguês e estar do lado do povo

Quando tudo parecer perdido

é hora de recomeçar de novo

o novo pra sempre fugaz

Do sonho à utopia sempre tive razões

quando não tinha razão

Bati forte no meu peito admiti minha culpa

É sempre em casa que se lava a roupa suja

Na cidade de concreto armado armada até os dentes

gostaria de dizer algo bem diferente

Talvez em outro dia numa outra poesia

Nada foi como imaginei

E olha que nem comecei a falar de amor

São Paulo são Imigrantes no estado Terminal da nação

São Paulo meu amor por ti é Concreto: (e)difíci(o)

Amor é foda

Foda-se!


Virada Cultural 2013

Virada Cultural 2013

Quero te ver dentro da TV para ver a TV fora de você ! ! !

Quero te ver dentro da TV para ver a TV fora de você ! ! !

Era uma vez...o homem (Il était une fois ... l'homme)

Um rei leão que não era rei hey hey
Um pato que não fazia quá quá
Um cão que não latia não
Um peixe que não nadava
Um pássaro que não voava
Um gato que não miava
Um homem que não pensava
que um dia acabava...depredava...vá...vá..! Vá !...

Para meu filho Izac e todas as crianças que herdarão a terra !..Pour les enfants du monde entier ! Crianças do mundo inteiro!





Desligue sua TV !!! Face a book...encare um livro !!!

Desligue sua TV !!! Face a book...encare um livro !!!

Dia 27 de abril ( sábado) Sarau EMANCIPA...na História ! ! ! E Sarau da Cesta neles ! ! !

Dia 27 de abril ( sábado) Sarau EMANCIPA...na História ! ! ! E Sarau da Cesta neles ! ! !

Passarim pousou, voou

Duas casas de João-de-barro irregulares em frente à prefeitura

desafiam a lei da gravidade e a gravidade da lei

Urubus e carcarás volteiam e se revoltam uns com os outros

Quero-queros dão o alarme pouco a pouco:

sob um céu de chumbo aproximam-se as eleições

Da direita pra esquerda: os papagaios, os curiós e os sabiás-laranjeira

Tucanos são pombos, ratazanas aladas

Cardeais-do-nordeste, canários da terra espantam o gavião-carijó em irresistível revoada

Os olhos de águia das arapongas se aninharam e maritacam desculpas

Tico-ticos ciscam para chupins e piam que política é coisa miúda




Fones de ouvido são submarinos

E na terra o homem substitui o burro pelo trator

Na cidade pelo homem-catador

A economia vai bem mas o povo vai mal

Essa coisa precisa ser estudada

A palavra coisa substitui qualquer coisa

para no fundo não dizer coisa nenhuma

O quer toda essa coisa tem haver comigo?

Fone de ouvido é submarino

Quem manda na região manda na religião

Deus pátria e família com telão

Se você deixar esta ocasião passar

seu coração vai secar secar secar

Se não sonhar nada muda o excesso de realidade

Água pão terra e liberdade

O que isso tem haver comigo?

Fone de ouvido é submarino

Dia 30 de abril ( terça) das 19h às 22h na Faculdade de Direito São Francisco / USP

Dia 30 de abril ( terça) das 19h às 22h na Faculdade de Direito São Francisco / USP
“ Ver o direito brotar como água e a justiça correr como o rio que não seca.” (Amós 5:24)

Ensolarar você


É preciso ensolarar-se

O sol que o dia não dá

Se ensolarar sou luar

Sou céu sou vento sou seu manto

Estrelas nos seus olhos oceânicos

Se as sombras te assombram os dias

Lágrimas e chuva de poesia

Se desloca, se diz louca

Seu corpo enluarado

Sol da meia-noite

meia-noite e meia

uma, duas, três da manhã

Dormir para o sol acordar

Só acordar pra ensolarar você

É preciso ensolarar-se

Ensolarar você


Izac Futebol Clube

Izac Futebol Clube
Poeta é o cara aí em cima ! ! !

Código postal

Código postal

Ser vivo é um ser que come propaganda

Folders de batata suíça Esfiha delivery

Feijoada completa marmitex pizza

Enquanto passei férias a que fiz jus

haviam invadido meu escaninho

contas de luz, IPVA, imãs de geladeira, disk água

Mala direta, telegrama do banco

Fechamento autorizado urgente

Lançamento de livro, panfleto político

Aviso de carta registrada na recepção

Favor deixar chave para manutenção

Promoção de revistas, carta comercial

No meio dos envelopes seu cartão postal

Agora são milhões de passos

separando minha casa do labirinto estrangeiro

Acordam as avenidas, as tabuletas, os letreiros

o pão francês, o rádio e a televisão em português

As cartas que eu não mando são poemas

deixados pra você na sua caixa de e-mails

Verdade seja dita: saudades não se matam com palavras escritas

Hoje eu deleto, antes eu rasgava

porém o amor continua dando as cartas lá em casa


Epicuro, aliado camarada

Epicuro, aliado camarada
A doutrina de Epicuro entende que o sumo bem reside no prazer e, por isso, foi muitas vezes confundido com o hedonismo(sacanagem). O prazer de que fala Epicuro é o prazer do sábio, entendido como quietude da mente e o domínio sobre as emoções e, portanto, sobre si mesmo. É a própria Natureza que nos informa que o prazer é um bem. A Natureza conduz-nos a uma vida simples. Entre os prazeres, Epicuro elege a amizade. Por isso o convívio era tão importante a ponto de viverem em uma comunidade, o "Jardim".

Sampa City

Sampa City

Uma vez poetas ambulantes

Uma vez poetas ambulantes
Nada será como antes

Sarau Sobrenome Liberdade

Sarau Sobrenome Liberdade
Sobrenome Liberdade Sarau

25 de Janeiro Casa das Rosas Poetas Ambulantes Sampa City

25 de Janeiro Casa das Rosas Poetas Ambulantes Sampa City
Uma vez Poetas Ambulantes...e nada será como antes!

FAVELA is HERE ! ! !

FAVELA is HERE ! ! !
Sarau da Remo + Sarau da Cesta: do povo para o povo superar a dor ! ! !

Sarau da Remo Julho

Sarau da Remo Julho
É só chegar, família !

Poderia estar matando (você de rir), poderia estar roubando (aquele beijo)...

Poderia estar matando (você de rir), poderia estar roubando (aquele beijo)...
Poetas Ambulantes ! ! ! 25 de Janeiro ! ! ! É noiz ! ! ! Tudo no fluxo ! ! !

Sarau verso em verso Monte Azul

Sarau verso em verso Monte Azul

Para desenhar outros fatos ! ! !

Para desenhar outros fatos ! ! !
Amizade, respeito e poesia, muita poesia ! ! !

Centro de Acolhida Barra Funda

Centro de Acolhida Barra Funda
Poesia é da hora, mano ! ! !

Sarau Psiu Poético

Sarau Psiu Poético
Psiu...psiu...você gosta de poesia?

Gente boa.Gente à toa. A gente conhece todo tipo de pessoa!!!

Gente boa.Gente à toa. A gente conhece todo tipo de pessoa!!!

Inferno embaixo do sol

Carne seca batendo goela seca no chão



No jornal informação seca da televisão



Vidas secas Enxuto leito Frio siberiano



Terra rachada Árvores retorcidas Chuvas brutas



O planeta está com estafa do efeito estufa



A voz da chuva é a multidão gritando



Tudo vinga germinando um novo planeta



Sem a humanidade parece ser mais humano



Porém antes de estarmos mortos os porcos



querem tirar da água o lucro líquido



Pastores terroristas espalham apocalipses bíblicos



Quando chove alaga quintais inunda marginais



Caminhamos tão rápido que a alma ficou para trás



E a poesia de peito seco sem vida sem fibra



E poetas pára-raios no deserto da aldeia global



Nosso inferno é aqui embaixo do sol



CLAUDIO LAUREATTI

Por detrás de uma máscara sempre tem outra máscara ?

Por detrás de uma máscara sempre tem outra máscara ?
Onde está o Laureatti ?

Na Perifatividade ! ! !

Na Perifatividade ! ! !
Sarau Perifatividade em Dezembro 2012

Paulo Rams, Eloi Alves e Claudio Laureatti

Paulo Rams, Eloi Alves e Claudio Laureatti
na Perifatividade ! ! !

Lab-Arte em Dezembro 2012

Lab-Arte  em Dezembro 2012
Arte é Pedagogia ! ! !

Carlos, Laureatti e Hugo

Carlos, Laureatti e Hugo
Casa de Acolhida Poesia é da hora, mano !!!

Claudio Laureatti e Eloi Alves

Claudio Laureatti e Eloi Alves
AEP ( Associação dos Escritores Paulistanos)

Sarau Perifatividade e Livraria AGbook convidam Laureatti pra lançamento do livro Luz Total

Sarau Perifatividade e Livraria AGbook  convidam Laureatti pra lançamento do livro  Luz Total
22 de Dezembro no Bar do Boné na Av.Nossa.Sra da Saúde 1007 das 19h30 às 22h. É só chegar, família ! ! !

Família Ação Educativa

Família Ação Educativa
É tudo nosso, inclusive as vírgulas ! ! !

Um dia de domingo na Casa das Rosas

Um dia de domingo na Casa das Rosas
Ferreira e Laureatti: (Ju)GULLAR(es) da poesia!!!

A gente se vê...por aí !!!

A gente se vê...por aí !!!

Ênio, Laureatti, Vlado e outros artistas !

Ênio, Laureatti, Vlado e outros artistas !
Todo mundo !!! Todo mundo !!!

Sarau da Remo + Sarau da Cesta

Sarau da Remo + Sarau da Cesta
Sarau da Remo e Sarau da Cesta: periferia é centro ! ! !

Espetáculo " Carlos, não se mate! "

Espetáculo " Carlos, não se mate! "

Idade Mídia

Temos treze canais porém quem tem dinheiro vê mais

No Sistema Brasileiro de Televisão tem Cultura

batendo Record por todo o Globo

saiu a Manchete da Gazeta na antena do veículo

descendo a Bandeirantes

Mundo Te Vi sem sair à janela

Marginal é não estar nela

Sozinhas entre tantos lares são casas de TV

Poesia não é comercial mas chama para outros programas

Cada casa um caso um caos

Cidade solidão de milhões de antenas

Aqui ninguém vê ninguém

Foi bom te ver . . . a gente se vê ! ! !



Eita Sarau - Ser Tão Gerais 21 de Abril

Eita Sarau - Ser Tão Gerais 21 de Abril
Passarim ! ! ! Bicho bom é bicho solto ! ! !

EMEF Olavo Fontoura

EMEF Olavo Fontoura
Perifatividade nas escolas ! ! !

Sarau Prosa Poética Dia 31 de Março

Sarau Prosa Poética Dia 31 de Março
Eduardo Monga, Marcelo Nocelli, Laureatti e Abdael ! ! !

Do povo para o povo superar a dor ! ! !

Do povo para o povo superar a dor ! ! !
É isso ! ! !

Sarau da Cesta é Pedagogia

Sarau da Cesta é Pedagogia
Sarau da Cesta, outra pedagogia é possível ! ! !

A poesia principia e nos eleve leve junto com ela ! ! !

A poesia principia e nos eleve leve junto com ela ! ! !

Sarau da Cesta é Pedagogia

Sarau da Cesta é Pedagogia
Sarau da Cesta é Pedagogia

Sarau da Cesta dia 29 de Fevereiro ( Quarta) às 21h na Entrada do Bloco B na Pedagogia/FEUSP 2012

Sarau da Cesta dia 29 de Fevereiro ( Quarta) às 21h na Entrada do Bloco B   na Pedagogia/FEUSP 2012

Sarau PERIFATIVIDADE Dia 17 Sábado às 19h Dezembro 2011 Bar do Boné na Rua Nossa Sra da Saúde 1007

Sarau PERIFATIVIDADE Dia 17 Sábado às 19h Dezembro 2011 Bar do Boné na Rua Nossa Sra da Saúde 1007

EITA SARAU Dia 13 TERÇA às 20h30m

EITA SARAU Dia 13 TERÇA às 20h30m

Eu vim de lá pequenininho...

Eu vim de lá pequenininho...

Até quando você vai ficar em silêncio?

Primeiro levaram os moradores da ocupação
Mas achei que tinham muitas diferenças políticas
Eu vi salas depredadas e bombas caseiras na televisão

Em seguida abordaram alguns contratados terceirizados
Aí achei uma calamidade
Eu vi muito lixo espalhado pelas ruas da cidade

Depois prenderam os drogados
Não achei que fosse o caso assinar uma moção de repúdio
Porque eu não uso cigarro, álcool, sexo ou drogas

Depois agarraram um transeunte
Mas como porto crachá e identidade
Não me importo

Agora estão me levando
Mas já é tarde
Não tenho uma flor para colocar no fuzil
Ninguém se importa comigo

Meu nome não é Zé Pequeno ! ! ! Meu nome é Claudio e meu filho é o Izac Laureatti ! ! !

Meu nome não é Zé Pequeno ! ! ! Meu nome é Claudio e meu filho é o Izac Laureatti ! ! !

Sonhospedestrangeiros

Sonhospedestrangeiros

Seja você, sendo eu
Entrar pela porta dos fundos
sem haver porta da frente
Tudo bem ser diferente
Mente quem diz ser possível
viver sem mentir
Você tem muita vontade de mandar
muita gente para o inferno
inclusive eu
Poucos sábados para tantas segundas-feiras
Tudo no lugar fora do comum
Depois de muito tempo
aprendi a perder o medo de perder tempo
Quando a gente se comportou
sem nomes e sem passado
ganhamos um futuro embrulhado para presente

A cidade é uma bela mulher deitada ao sol
frio zoológico calor xenófobo
Romeu é Julieta na montagem do século 21
E nenhum problema voltar para lembrar
só por hoje sábias cicatrizes safas
e de venenos de muito menos efeitos
para quem sem grilos sabe sorvê-los
Serenos entre o lixo a escória o luxo
e a memória dos filmes que não fizemos
nos encontramos nesse vai-e-vem
das borboletas do trem
Nus esquecemos num desses dias
sozinhos em boa companhia
Nus presenteamos nesse zigue-zague
nesse corre-corre diz-que-me-diz da cidade
com um pouco de poesia

Um pouco de poesia faz bem
Sonhamos ser hóspedes estrangeiros
e acordamos sem nos darmos conta
A felicidade estava ali pronta
nas palavras nos silêncios nas viagens
em volta da mesma cama
Só se perde a inocência uma vez
mas quando se ama
está tudo bem

CLAUDIO LAUREATTI






Outubro Dia Primeiro Sábado - Pateo do Colégio às 11 da manhã

Outubro Dia Primeiro Sábado - Pateo do Colégio às 11 da manhã
Peabiru Arte Manifesto

A vida é a religião. O artista o sumo sacerdote!

A vida é a religião. O artista o sumo sacerdote!

Sarau da Cesta na Sexta ! Na Perifatividade!

Sarau da Cesta na Sexta ! Na Perifatividade!
É só chegar, família !

Pro-LetRa-Ria-do mundo todo unido?

Pro-LetRa-Ria-do mundo todo unido?
Filosofias, Letras Cênicas e Vivências Humanas

La cité...il est beau comme le soleil...luminosités..!

La cité...il est beau comme le soleil...luminosités..!
Arlindo Cataversos, Casa de Cultura Butantã, Encontro de Utopias, SarauTerapia, Casa das Rosas,Caldo e Poesia, Casa de Cultura Santo Amaro,Sarau do B, Sarau da Cesta na Perifatividade!

Todos os rostos: Uma delas é a sua cara!

Todos os rostos: Uma delas é a sua cara!

Smiles

Quando Ismália enlouqueceu

pôs-se na torre nua

Deus aos bares da noite os perigos deu

além de serpentinas vielas confetes plumas

Nos narcóticos em que se perdeu

no céu havia treze luas

lantejoulas máscaras paitês cor de mel

molhadas de suores uísques chuvas

E no desvario de lances íntimos romances

voltou acompanhada pra torre de marfim

Mais uma vez inteiramente nua

entre mulheres cocas homens vodkas

E como um desses anjos tortos

suas asas sobre ela arrastou

Queriam banheira de champanhe

Queriam
menage à trois madness muchas línguas

As asas dos anjos multicoloridos planavam soltas

Entreabriram-se numa experiência absintal

bocas pelos peitos corpos pernas coxas

como parecem fazer alegorias de carnaval


Livros: levo comigo minha liberdade !

Livros: levo comigo minha liberdade !
Levo comigo minha liberdade: livros ! livros ! livros!

Comer,comer é o melhor para poder crescer...

Comer,comer é o melhor para poder crescer...
(Encontro Integrado de Todas as Artes) EITA: aniversário da poesia !

Sarau Perifatividade,Nascente,EJA,Centro da Terra,A Plenos Pulmões,Cabaret Revoltaire...Cataversos!

Sarau Perifatividade,Nascente,EJA,Centro da Terra,A Plenos Pulmões,Cabaret Revoltaire...Cataversos!
Céu, uma fotografia de milhões de anos atrás...algumas das estrelas não existem mais...

Afinal poesia marginal é pleonasmo: periferia é centro !

Em vão percorremos barracos barrancos assaltos a banco assassinatos

À hora da reclusão a alma recrudesce

Era o dito popular: palavra bonita não enche barriga

Admira-se palavras compridas e difíceis da gente da cidade porém

Fabiano sentiu vontade de comer

Os patrões furtam Fabiano

E ele pensa nas suas brutalidades e nos soldados amarelos

O soldado é a autoridade

E o governo por aqui é a polícia. Bank loko!

Periferia é a não-cidade

Nessa cidade poesia social é necessidade

Nessa cidade poesia social é necessidade!



A televisão quer sequestrador da ponte pra cá

A televisão quer sequestrador da ponte pra cá
E sem querer descobriu a poesia de periferia na periferia pra periferia

Sarau Perifatividade

Sarau Perifatividade
É só chegar, família !

É dinheiro o que você quer ? !

É dinheiro o que você quer ? !
Pobrezinhos...tão pobrezinhos...eles só tinham dinheiro...

Sarau da Cesta completa 2 anos ( Fundação 03/Abril/ 2009)

Sarau da Cesta completa 2 anos ( Fundação 03/Abril/ 2009)
Dia 09 de maio (segunda) na Galeria Olido das 18h às 21h. Todos muito bem-vindos!!!

Sarau da Cesta de Utopias

Sarau da Cesta de Utopias

Sarau da Cesta de Utopias na Calourada USP 2011 - Dia 22 de fevereiro Terça às 22h

Fusão Sarau da Cesta + Sarau Encontro de Utopias ( com os parceiros Fábio Abramo, Regina Tieko, Tatiana Busato e Cláudio Laureatti ) = Sarau da Cesta de Utopias. É mais um movimento independente do que um evento uma vez que confiamos na frente única, passeatas e greves como instrumentos de pressão da classe trabalhadora e na necessidade da arte. E, é claro, ao fim e ao cabo, política e arte inseparáveis, assim como educação e livro são imprescindíveis. É tudo nosso, inclusive as vírgulas ! ! !







Laureatti Poeta Homenageado no Sarau Sopa de Letrinhas em Dezembro

Laureatti Poeta Homenageado no Sarau Sopa de Letrinhas em Dezembro
Dia 18 Dezembro ( sábado) às 20h no Bagaça Botequim

IML ( Incendiários Maicknuclear e Laureatti ) na despedida do Sarau da Camarilha em Novembro

IML ( Incendiários Maicknuclear e Laureatti )  na despedida do Sarau da Camarilha em Novembro
27 de Novembro (sábado) às 19 h no Sarau da Camarilha. IML neles!

SPC ( Sarau Portátil da Cesta) Quinta dia 23 na USP Letras

SPC ( Sarau Portátil da Cesta) Quinta dia 23 na USP Letras
Parceiros de IML ( Incendiários Maicknuclear e Laureatti) abraços poéticos com Tatiana Busato e toda família dos saraus reunida na cidadela universitária.

Sarau Portátil da Cesta Dia 23 de setembro (quinta) às 21h - Escadaria Central da Letras-FFLCH /USP

Sarau Portátil da Cesta Dia 23 de setembro (quinta) às 21h - Escadaria Central da Letras-FFLCH /USP
Saraus e cestas, tal qual metralhadoras e fuzis, podem ser portáteis. Parceiros de I M L ( Incendiários Maicknuclear e Laureatti, ambos organizadores de saraus, respectivamente, Sarau Portátil e Sarau da Cesta ) juntos pela primeira vez no paraíso-inferno da urbe lírica torpe, inclusive até na cidadela universitária. Lançamento dos livros " O Corifeu Assassino " de Marcelo Nocelli, " Hai caindo na real ", de Valmir Jordão, presenças de Regina Tieko e Fábio Abramo do sarau Encontro de Utopias, além é claro do DVD " Pacote Atômico de Maicknuclear" e da obra "Luminosidades" de Cláudio Laureatti. E você, nosso convidado mais importante. Compareça. Tire seus poemas da gaveta. Seus quadrinhos da prancheta. Música para nossos ouvidos, teatro aos vivos. Tudo nosso, inclusive as vírgulas ! ! !

Lançamento nO Autor na Praça - Tarde Poética - Encontro de Utopias e livro "Luminosidades"

Lançamento nO Autor na Praça - Tarde Poética - Encontro de Utopias e livro "Luminosidades"
Na Praça Benedito Calixto ( Entre a Rua Cardeal Arcoverde e Rua Teodoro Sampaio / Esquina com a Rua Henrique Schaumann - Pinheiros). É tudo nosso, inclusive as vírgulas ! ! ! Espaço Plínio Marcos na Feira de Artes, Cultura e Lazer. É só chegar ! ! !

Sarau da Ademar convida para lançamento do livro "Luminosidades"

Sarau da Ademar convida para lançamento do livro "Luminosidades"
Na Quadra - Rua Durval Pinto Ferreira esquina com a Rua Anália Maria de Jesus - altura 3.100 da Avenida Cupecê. A partir das 17h. É tudo nosso, inclusive as vírgulas ! ! !

Sarau da Casa Mário de Andrade convida para lançamento do livro "Luminosidades"

Sarau da Casa Mário de Andrade convida para lançamento do livro "Luminosidades"
Casa Mário de Andrade na Rua Lopes Chaves, 546 - Barra Funda ( próximo ao metrô Marechal Deodoro). É tudo nosso, inclusive as vírgulas ! ! !

Obrigado, Cooperifa! É bom ser família! Cooperifa até os ossos ! ! !

Obrigado, Cooperifa! É bom ser família! Cooperifa até os ossos ! ! !
Bar do Zé Batidão na Rua Bartolomeu dos Santos, 797 - Chácara Santana ( pegar ônibus no Largo 13 em Santo Amaro e descer na altura 1.000 da Avenida M'boi Mirim / Igreja do Piraporinha /subindo a ladeira mora a poesia). É tudo nosso, inclusive as vírgulas!

Récita Maloqueirista convida para lançamento do livro "Luminosidades"

Récita Maloqueirista convida para lançamento do livro "Luminosidades"
Praça Franklin Roosevelt, 158 - Espaço dos Parlapatões - Das 17 ás 19h - É só chegar ! ! !

Sarau da Brasa convida para lançamento do livro "Luminosidades"

Sarau da Brasa convida para lançamento do livro "Luminosidades"
Rua Prof. Viveiros Raposo, 534 - Pegar ônibus 975A - metrô Ana Rosa - Vila Brasilândia - descer no ponto final. Em frente ao E.E João Solimeo. Obrigado, família Poesia na Brasa.É tudo nosso, inclusive as vírgulas ! ! !

Obrigado, família Elo da Corrente

Obrigado, família Elo da Corrente
É tudo nosso, inclusive as vírgulas!

Sarau Elo da Corrente convida para lançamento do livro "Luminosidades"

Sarau Elo da Corrente convida para lançamento do livro "Luminosidades"
Bar do Cláudio Santista (Rua Jurubim, 788 - Pirituba - Pegar ônibus 8004 Santa Mônica no Terminal Lapa). É tudo nosso, inclusive as vírgulas

Sarau da Cesta na Letras-USP

Sarau da Cesta na Letras-USP
Cesta de talentos, Cesta de poemas

Virada Poética

Virada Poética
"Homens comuns e podemos formar uma muralha com nossos corpos de sonho e margaridas".Ferreira Gullar

Virada Livre - uma experiência

Virada Livre - uma experiência

Poesia

Poesia

segunda-feira, 10 de outubro de 2011

Atenção todos vocês ! ! !

Atenção todos vocês, quebra-dores de regras, vocês, inadaptados e causadores de problemas, todos vocês, espíritos livres e pioneiros, todos vocês, visionários e não conformistas. Vou dizer: Tudo que o sistema tem dito que há de errado com você, é na verdade, o que está certo com você. Você vê coisas que os outros não vêem. Você está conectado para mudar o mundo. Ao contrário de 9 em cada 10 pessoas, a sua mente é indomável. E isto ameaça a autoridade. Você nasceu para ser revolucionário!
Você não pode suportar as regras porque em seu coração você sabe que há uma maneira melhor.

Você tem forças perigosas para o sistema, e ele quer eliminá-los, assim, em toda sua vida já lhe foi dito que as suas forças eram fraquezas, e agora estou lhe dizendo o contrário. Sua impulsividade é um presente – impulsos são a sua chave para o milagre.

Suas alterações de humor refletem o impulso natural da vida, eles te dão energia incontrolável quando você está no topo e profundos insights quando você está em baixa.

O psiquiatra diagnosticou 1 distúrbio de comportamento? Esta é a mais nova forma da sociedade negar sua própria doença, apontando o dedo para você, te rotulando.

Mas sua mente é diferente, está livre de repressão, de censura e te mostra quem você realmente é.

90% da população ainda está bloqueada para esta visão. Seus cérebros ainda estão habituados para fazer cumprir a programação social doutrinada desde o nascimento, ainda não experimentaram a revolução social da mente e continuam levando muito à sério as regras das instituições sociais. A sociedade diz não se revolte.

Os visionários sacam o blefe e uma vez que estão livres, rejeitam esta programação e controle. E enxergam o que realmente são as instituições sociais: simples jogos imaginários.

Os visionários confortam os perturbados e perturbam os confortáveis. Rompem as convenções sociais e são necessários para tirar pessoas dessa engrenagem estúpida do rebanho. São atos criativos ou pertubadores, expressos através da arte, da filosofia, sacudindo indústrias, revoluções para a liberdade, golpes para derrubar a hipocrisia, movimentos de solidariedades, mudanças que deixam ligado.

Nós somos todos iguais, você sabe.

Essa é a sua vocação. Bem-vindo você encontrou sua tribo.

Mas esse comportamento, sua total falta de repressão, o seu idealismo com os olhos arregalados, sua mente aberta – Nunca te disseram isto?

Pois estas são características compartilhadas pelos grandes pioneiros, visionários, inovadores, revolucionários, rebeldes e desamparados.

Do outro lado vemos os ternos de negócio usando aviões de combate, estrelas de futebol e viciados em sexo, celebridades com transtornos psicóticos, viciados sempre em busca da última novidade.

Somos todos iguais, você sabe porque todos somos atraídos para a mesma chama. Você sabe no seu íntimo que há uma ordem natural na vida, algo mais soberano do que qualquer regra artificial ou lei imposta. À esta ordem natural , podemos chamar de “O Caminho” – Alguns conhecem como a vontade de Deus, o Tao, a ordem implícita, etc.

Este “Caminho” se manifesta em você como a fonte da sua inspiração, de suas paixões, sabedoria, seu entusiasmo, sua intenção, o amor.

Porém o sistema implora para que você ignore isto e tenta lhe tirar do caminho a qualquer custo, tentando te distrair.

Mas sua mente é diferente, está livre de repressão, de censura e te mostra quem você realmente é.

domingo, 4 de setembro de 2011

Sarau da Cesta na Sexta! Na Perifatividade !


O Sarau da Cesta na Perifatividade (Fusão Sarau da Cesta + Sarau Perifatividade, com os parceiros Paulo Rams, Rodrigo DiMenor, Tatiana Busato e Cláudio Laureatti) surgiu pela necessidade intrínseca de promover as artes em geral. Não à repressão ou limitação de espaços - ficar à margem quando podemos compartilhar - muito estímulo à criatividade, à produção de seus participantes e, pensando nisso chegamos no mês da independência com a 17ª Edição do Sarau da Cesta: “Outro Grito é Possível” na FFLCH / USP no dia 16 de Setembro ( sexta ) às 21h na Escadaria Central da Letras convidando o Sarau Perifatividade.

Com a presença dos escritores Mavot Sirc, Alessandra Safra, Hugo Paz, Ivan Ferretti, Paulo Almeida, Fábio Boca, Nicanor Jacinto e Jurandir Barbosa .

Intervenção teatral “ Do passado que não queremos mais”, de Edmundo Barboza e Jairo Araldi.

Lançamentos dos livros " (A) Massa" de Emerson Alcalde e “ Sentimento do fim do mundo” de William Delarte.

Pocket show do músico Haroldo Oliveira e, é claro, o nosso convidado mais importante: você ! ! !

A proposta é suscitarmos o debate com relação ao acesso à faculdade, o fazer poético e suas notações sociais com os convidados, com os atuais estudantes do curso e para além da graduação e dos muros da universidade. Além, e sobretudo, de lermos muitos poemas de diversos poetas representativos da literatura brasileira e universal e, principalmente, de autoria própria dos presentes. Tire seus poemas das gavetas. Seus quadrinhos das pranchetas. Apresente seu teatro aos vivos. Sua música aos nossos ouvidos. Dance, dance, dance até o raiar do dia. Contra a linha dura, a linha da cintura. Pinte o set e a oitava maravilha. Faça sua exposição fotográfica. É hora de sua arte ganhar a praça. Saraus, saraus, saraus. Este é o mote.


http://coletivoperifatividade.blogspot.com/

http://sarau-da-cesta.blogspot.com/

E já viu este video do Sarau da Cesta?
http://youtu.be/zPPZ_Ff9yWI

A primeira edição foi no dia 3 de Abril no EPEL(Encontro Paulista dos Estudantes de Letras – que não acontecia há 20 anos) no lado externo ao prédio da Letras.


A segunda edição aconteceu em 15 de maio com o tema: Você vai deixar sua vida ser regulada pelo mercado?
Neste dia incorporamos um carrinho de supermercado que utilizamos como cavalete para um dos colaboradores pintar quadros, mais adiante serviu e serve para carregarmos os chapéus, banco, mancebo, tintas, além, é claro, para trazer, levar e compartilhar livros, uma cesta!


Na terceira edição em 8 de Junho nos incorporamos ao movimento de greve na USP. Realizamos o sarau em frente à reitoria com o carro de som do SINTUSP(Sindicato dos Trabalhadores da USP), com a participação de funcionários lendo poemas.


Na escadaria central, em 27 de Agosto, a quarta edição foi junto com os guerreiros poetas do livro Ávida Espingarda (feito com a participação dos alunos da FFLCH-Letras).


Na quinta feira, dia 24 de Setembro, a quinta edição do Sarau da Cesta junto com poetas do Sarau do Querô e integrantes da Revista Áporo entre outros guerreiros da poesia: Primavera dos Bixos!!!!


Fizemos a sexta edição do Sarau da Cesta, na quinta dia 29 de Outubro, em co-realização com o Noite nas Tavernas, iniciativa do Centro Acadêmico(C.A) da Letras, gestão Olhos Livres, que aliou-se ao sarau desde o primeiro momento até sua última hora de mandato. O núcleo temático foi o período de eleições para o C.A: Vote Sarau da Cesta!!!!


O último Sarau da Cesta do ano 2009, mas não menos importante, contou com a presença de integrantes do Sarau da Casa das Rosas e a Turma do Morro do Querosene. Aliás, a sétima edição foi a derradeira do ano passado, porém num movimento gradativo, consciente e revolucionário acreditávamos ser possível preencher os hiatos: um conjunto de escritores mais ou menos conscientes do seu papel, um conjunto de receptores e um mecanismo transmissor: Sarau da Cesta, FFLCH-Letras, Revista Áporo e outras possibilidades de publicações tais como a coleção Feito Na Letras.


Em conjunto com o CAELL – Gestão Veredas, dentro da Calourada USP/ 2010 - Bixos: Melhores dias Verão foi o tema da oitava edição do Sarau da Cesta: encontro marcado no dia 23 de fevereiro (terça-feira) às 21h na escadaria central na FFLCH-USP Letras. A proposta foi debatermos acesso à faculdade, o fazer poético e suas notações sociais, com escritores convidados tematizando as relações do movimento de literatura periférica, mapa de poesia de saraus e a instituição acadêmica.


Em março recebemos o convite da Associação dos Amigos da Casa das Rosas, da Língua e da Literatura ( POIESIS) para apresentarmos o Sarau da Cesta no metrô Santa Cecília.


Realizamos dois atos simbólicos, em Abril e Junho, respectivamente, em apoio aos alunos do CRUSP na ocupação da COSEAS e à greve dos funcionários com Reitoria ocupada.

Em maio, fomos convidados desta vez pela ONG Ação Educativa que abriu as portas de seu auditório para fazermos mais saraus, saraus, saraus.


Em Agosto publicamos a "Entrevista com o Coletivo Maloquerista". Em Setembro dia 23 (quinta) às 21h na Escadaria Central da Letras FFLCH-USP na décima terceira edição, a fusão do Sarau Portátil+ Sarau da Cesta= Sarau Portátil da Cesta : " Independência tem seu preço.


Na décima quarta edição na Calourada USP 2011 no dia 22 de Fevereiro(terça) às 22h na Escadaria Central da Letras –FFLCH convidamos o Sarau Encontro de Utopias (dos parceiros Fábio Abramo e Regina Tieko) e contamos com a presença dos escritores J.H Calazans, Ivan Antunes, Ana Cristina Martins, Isidro Iturat, Carlos Galdino, Paulo Almeida, entre outros, além do lançamento do DVD 3x4 do músico Haroldo Oliveira e sorteio de livros para os nossos convidados principais: bixetes e bixos ! ! !


O Sarau da Cesta completou dois anos (Fundação 3 Abril 2009) com Paulo Rams, William Delarte, Regina Tieko, Paulo Almeida, Eufradísio Modesto, Cássio Aquino, Rose Campos, Marco Pezão, Haroldo Oliveira, Rubens Ramon Romero, Ivan Ferreti, Jairo Araldi, Edmundo Barboza, Tatiana Busato e Cláudio Laureatti, além é claro, de muitos outros parceiros da cena poética paulistana. Foram mais de 3 horas de sarau. Todos artistas. Todos possíveis.na Galeria Olido dia 09 de maio na esquina da avenida São João 437. Todos contemplados!


A décima sexta edição surgiu pela necessidade intrínseca de promover as artes em geral. Não à repressão ou limitação de espaços - ficar à margem quando podemos compartilhar - muito estímulo à criatividade, à produção de seus participantes e, pensando nisso convidamos a Récita Maloqueirista com Caco Pontes, Valéria Araújo, Berimba de Jesus para o lançamento do livro “Varal de poemas” volume 1 e presenças de Tatiana Busato, Caroline Micaelia e Cláudio Laureatti.



O Sarau da Cesta é- foi e será - independente de partidos e movimentos políticos universitários. É mais um movimento do que um evento uma vez que confiamos na frente única, passeatas e greves como instrumentos de pressão da classe trabalhadora e na necessidade da arte. Não nos mantemos alheios nem externos às questões concernentes à USP ou outras instituições universitárias, privadas ou públicas. Arte e política inseparáveis, assim como educação e livro são imprescindíveis.


Saraus saraus saraus ! ! !

No Prédio da Letras – USP e, principalmente, para além dos muros da universidade.


Universidade de São Paulo – FFLCH- Letras

Avenida Professor Luciano Gualberto 403 – Butantã
Cidade Universitária - São Paulo, 05508-010
Prédio da Letras, USP, escadaria central
Ponto de referência: Praça do Relógio



Ônibus Que Entram Na USP

107 T-10 Metrô Tucuruvi / Cid. Universitária
177 H-10 Metrô Santana / Butantã USP
177 P-41 Metrô Santana / Butantã USP
7181-10 Cid.Universitária / Term. Princ.Isabel
7725-10 Rio Pequeno / Metrô V.Madalena
724A-10 Cid Universitária / Aclimação
7411-10 Cid.Universitária / Pça da Sé

(Veja com o cobrador qual o ponto mais próximo da FFLCH- Letras)

Entrada Franca
Obrigado, família !

Se puder, ajude a divulgar ! ! ! ! ! ! !

Claudio Laureatti




segunda-feira, 25 de julho de 2011

Evoé, Amy! (... e se riscássemos o amor do título...)

segunda-feira, 25 de julho de 2011
Evoé, Amy!
“Vida louca vida, vida breve” parece ter ditado os caminhos de Amy Winehouse. Uma artista que em seu percurso teve que lidar com problemas com álcool e outras drogas. Além de drogas maiores como a hipocrisia.

“Há um monte de coisas que são normais pra mim do que pra vocês” disse ela em uma entrevista à revista Rolling Stone. Em clara consciência de se saber distante dos moralistas padrões de comportamento que o mundo tenta impor, em sua vida regada a escândalos e manchetes sensacionalistas (muita vezes verídicas) mas que a abalavam profundamente.

“They tried to make me go to rehab, But I said 'no, no, no”. Não vou me reabilitar, ela cantava em seu primeiro sucesso mundial. Para muitos, uma jogada de marketing nesse milionário jogo mercadológico que é a música Pop, onde anônimos são lançados à celebridade de um dia pra outro, para depois serem massacrados em praça pública. “Os fãs de hoje são os lixadores de amanhã” Gritava Cazuza em outros tempos. Entretanto, ela era pra outros tantos uma certeza: que mesmo que o brilho da estrela fosse efêmero, nem por isso seria de menor intensidade.

Herdeira de artistas, como Billie Holliday, Sarah Vaughan e Marvin Gaye trouxe o Soul, ou “ New Soul” com foi nomeado recentemente, às paradas de sucesso. Figura desengonçada e excêntrica, revelava uma tremenda doçura que deixava transparecer apenas em raros momentos. Sabia da pressão que se exercia sobre ela após o deslumbrante “ Back to Black” há muito considerado um dos clássicos da década pela crítica especializada.


Conheci Amy por intermédio do “ tudo-que-eu-queria ser” Nelson Motta. Ouvia seu disco todos os dias quanto voltava do trabalho. Ela um deleite a cada faixa. Sua voz peculiar, de timbre forte e rouco, acompanhada do excelente The Dap-Kings me acariciava os ouvidos depois da labuta. Meu tio Nego Adão, que inconscientemente me fez apreciar a Black Music com seus discos de Marvin Gaye e Al Green, teria adorado tudo isso.

Querida, Amy. Quantas foram as apostas de que você morreria antes dos 30? Quantos paparazzi a sua espreita para te ver jogada na sarjeta depois de um porre homérico regado a crack, álcool e cocaína? “De nada. Seus gooks da porra!’’. Dizia ela ( em voz baixa, é claro) diplomaticamente quanto eles iam embora lisonjeados pelas fotos conseguidas em frente a sua casa, pra mais tarde publicá-las na próxima capa de um tablóide qualquer. Nisso, até o finado Noticias Populares teria sido mais digno.

Que Baco e outras divindades te celebrem e te saúdam em sua volta para o lugar que todos irão. Malditos, belos ou não.



Evoé, Amy!




Elvis Morais – fria madrugada do dia 24 de Julho de 2011

sábado, 5 de março de 2011

Então é isso . . .

Na décima quarta edição na Calourada USP 2011 no dia 22 de Fevereiro(terça) às 22h na Escadaria Central da Letras –FFLCH convidamos o Sarau Encontro de Utopias (dos parceiros Fábio Abramo e Regina Tieko) e contamos com a presença dos escritores J.H Calazans, Ivan Antunes, Ana Cristina Martins, Isidro Iturat, Carlos Galdino, Paulo Almeida, entre outros, além do lançamento do DVD 3x4 do músico Haroldo Oliveira e sorteio de livros para os nossos convidados principais: bixetes e bixos ! ! !


O Sarau da Cesta de Utopias (Fusão Sarau da Cesta + Sarau Encontro de Utopias, com os parceiros Fábio Abramo, Regina Tieko, Tatiana Busato e Cláudio Laureatti) surgiu pela necessidade intrínseca de promover as artes em geral. Não à repressão ou limitação de espaços - ficar à margem quando podemos compartilhar - muito estímulo à criatividade, à produção de seus participantes e, pensando nisso chegamos na Calourada USP 2011 no dia 22 de Fevereiro(terça) às 22h na Escadaria Central da Letras –FFLCH. A proposta foi debatermos acesso à faculdade, o fazer poético e suas notações sociais, com escritores convidados e com os atuais estudantes do curso, até mesmo para além da graduação. Além, é claro, de lermos muitos poemas de diversos poetas representativos da literatura brasileira e universal e, principalmente, de autoria própria. Tire seus poemas das gavetas. Seus quadrinhos das pranchetas. Apresente seu teatro aos vivos. Sua música aos nossos ouvidos. Dance, dance, dance até raiar o dia. Contra a linha dura, a linha da cintura. Pinte o set e a oitava maravilha. Faça sua exposição fotográfica. É hora de sua arte ganhar a praça. Saraus, saraus, saraus. Este é o mote.


O Sarau da Cesta é - foi e será - independente de partidos e movimentos políticos universitários. É mais um movimento do que um evento uma vez que confiamos na frente única, passeatas e greves como instrumentos de pressão da classe trabalhadora e na necessidade da arte. Não nos mantemos alheios nem externos às questões concernentes à USP ou outras instituições universitárias, privadas ou públicas. Arte e política inseparáveis, assim como educação e livro são imprescindíveis.



Historicamente, A primeira edição foi no dia 3 de Abril no EPEL 2009 (Encontro Paulista dos Estudantes de Letras – que não acontecia há 20 anos) no lado externo ao prédio da Letras.



A segunda edição aconteceu em 15 de maio com o tema: Você vai deixar sua vida ser regulada pelo mercado?

Neste dia incorporamos um carrinho de supermercado que utilizamos como cavalete para um dos colaboradores pintar quadros, mais adiante serviu e serve para carregarmos os chapéus, banco, mancebo, tintas, além, é claro, para trazer, levar e compartilhar livros, uma cesta!



Na terceira edição em 8 de Junho nos incorporamos ao movimento de greve na USP. Realizamos o sarau em frente à reitoria com o carro de som do SINTUSP(Sindicato dos Trabalhadores da USP), com a participação de funcionários lendo poemas.



Na escadaria central, em 27 de Agosto, a quarta edição foi junto com os alunos e poetas da FFLCH - Letras presentes no livro Ávida Espingarda (lançado pela Coleção Feito na Letras).



Na quinta feira, dia 24 de Setembro, a quinta edição do Sarau da Cesta junto com poetas do Sarau do Querô e integrantes da Revista Áporo entre outros guerreiros da poesia: Primavera dos Bixos!!!!



Fizemos a sexta edição do Sarau da Cesta, na quinta dia 29 de Outubro, em co-realização com o Noite nas Tavernas, iniciativa do Centro Acadêmico(C.A) da Letras, gestão Olhos Livres, que aliou-se ao sarau desde o primeiro momento até sua última hora de mandato. O núcleo temático foi o período de eleições para o C.A: Vote Sarau da Cesta!!!!



O último Sarau da Cesta do ano 2009, mas não menos importante, contou com a presença de integrantes do Sarau da Casa das Rosas e da Associação Cultural Morro do Querosene. Aliás, a sétima edição foi a derradeira do ano citado, porém num movimento gradativo, consciente e revolucionário acreditamos ser possível preencher os hiatos: um conjunto de escritores mais ou menos conscientes do seu papel, um conjunto de receptores e um mecanismo transmissor: Sarau da Cesta, FFLCH-Letras, Revista Áporo e outras possibilidades de publicações tais como a coleção Feito Na Letras.



Em conjunto com o CAELL – Gestão Veredas, dentro da Calourada USP/ 2010 - Bixos: Melhores dias Verão foi o tema da oitava edição do Sarau da Cesta: encontro marcado no dia 23 de fevereiro (terça-feira) às 21h na escadaria central na FFLCH-USP Letras. A proposta foi debatermos acesso à faculdade, o fazer poético e suas notações sociais, com escritores convidados tematizando as relações do movimento de literatura periférica, mapa da poesia de saraus e a instituição acadêmica.



Em março recebemos o convite da Associação dos Amigos da Casa das Rosas, da Língua e da Literatura ( POIESIS) para apresentarmos o Sarau da Cesta no metrô Santa Cecília.



Realizamos dois atos simbólicos, em Abril e Junho, respectivamente, em apoio aos alunos do CRUSP na ocupação da COSEAS e à greve dos funcionários com Reitoria ocupada.



Em maio, fomos convidados desta vez pela ONG Ação Educativa que abriu as portas de seu auditório para fazermos mais saraus, saraus, saraus.



Em Agosto publicamos a "Entrevista com o Coletivo Maloquerista". Em Setembro dia 23 (quinta) às 21h na Escadaria Central da Letras FFLCH-USP na décima terceira edição, a fusão do Sarau Portátil+ Sarau da Cesta= Sarau Portátil da Cesta : " Independência tem seu preço.





E, reiteramos, O Sarau da Cesta é - foi e será - independente de partidos e movimentos políticos universitários e, principalmente, para além dos muros da universidade. É mais um movimento do que um evento uma vez que confiamos na frente única, passeatas e greves como instrumentos de pressão da classe trabalhadora e na necessidade da arte. Não nos mantemos alheios nem externos às questões concernentes à USP ou outras instituições universitárias, privadas ou públicas. Arte e política inseparáveis, assim como educação e livro são imprescindíveis.


A gente não quer só poesia
A gente quer aquilo que ela principia Na cidade morro viela beco favela E nos leve com ela A gente não quer só poesia A gente quer terra comida habitação Para todo mundo a universidade Pública gratuita e de qualidade A gente não quer só poesia A gente quer a vida com direitos Iguais para o homem e para a mulher e para o terceiro sexo no terceiro milênio A gente quer pessoas livres de mágoas e ressentimentos A gente quer fazer poesia pra causar incêndios Chegar sem pagar simpatia Sair com a sensação da missão cumprida A gente não quer só poesia

Saraus Saraus Saraus



No Espaço dos Estudantes da Letras – USP e , principalmente, para além muros da universidade ! ! !

Tatiana Busato ( em homenagem)

Cláudio Laureatti( autor do texto)

domingo, 30 de janeiro de 2011

Era o dito popular: palavra bonita não enche barriga . . .

" E aconteceu o irreparável: a poesia se fracionou em saraus, em principados independentes e rivais, permanentemente em conflito. Como não sofrer a alma dos verdadeiros poetas com essa escandalosa fragmentação? Invejam-se muito mais do que temem a escalada destrutiva da nossa época violenta.

Mais ainda: os aparelhos do governo e a mídia aproveitam-se disso. Atraídos pelo ouro colocam suas equipes a serviço dos pequenos soberanos dos saraus. E as vozes dissonantes são devastadas lhe negando participar da direção do movimento ( ai, de quem falar evento) e sem poder se manifestar no domínio público das entrevistas e dos cachês, reservados à estes mesmos diretores e aos que não incomodam; os poetas combativos, oprimidos pelos preconceitos às avessas e humilhados pela onipotência e arrogância muito bem disfarçada nos discursos dos condutores, ao menor sinal, são banidos até mesmo do microfone aberto, da palavra comungada.

Daí, vaguearmos durante anos, juntando-nos alguns, participando de outros, protegendo o binômio erudito-popular, contra seus inimigos, tanto acadêmicos quanto periféricos. Borboletando para que estes dois mundos se interpenetrem. E também haja amor. Para haver um pouco de poesia no meio dessa merda toda. Se possível, uma criança no coração das letras.

E quando os tempos forem inclassificáveis e esses ritos sarauzíticos forem limitados, talvez até mesmo pela superação ou morte de seus condutores, pois, por muito tempo catalizaram e por mais tempo ainda podem promover resistências simples e verdadeiras também (para não dizer que não falamos das flores), ao desaparecer provavelmente serão vistas como “febres artísticas”, isto é, a poesia não pode se reduzir a poetas que se degladiam como se fazem nas brigas de torcidas ( ao menos mantém assim as aparências em seus currais, diante do público; pois nos bastidores, quando os líderes opostos se encontram, há outras arapucas: it´s all about money ! – ...dinheiro, louro dinheiro...) Os saraus fazendo política e a poesia morrendo, morrendo. Preferimos os saraus fazendo poesia, e outra política vicejando, vicejando...

Mas quem vai acreditar no nosso depoimento? Diário de momentos amadurecidos amadurecendo"

Sarau da Cesta de Utopias ( Sarau da Cesta + Sarau Encontro de Utopias)

terça-feira, 18 de janeiro de 2011

Uns eram comunistas

"Uns eram comunistas"
Giorgio Gaber e Sandro Luporini
[Traduzido do italiano por Yuri Martins Fontes]

Uns eram comunistas porque nasceram na engajada Emília Romana.
Uns eram comunistam porque o avô, o tio, o papai... a mamãe não.
Uns eram comunistam porque viam a Rússia como uma promessa,
a China como uma poesia e o comunismo como o paraíso terrestre.
Uns eram comunistas porque se sentiam sós.
Uns eram comunistas porque haviam tido uma educação demasiado
católica.
Uns eram comunistas porque o cinema o exigia, o teatro o exigia, a
pintura o exigia, a literatura também. Todos o exigiam.
Uns eram comunistas porque “A História está do nosso lado!”
Uns eram comunistas porque lhes tinham dito.
Uns eram comunistas porque não lhes tinham dito tudo.
Uns eram comunistas porque antes eram fascistas.
Uns eram comunistas porque tinham percebido que a Rússia andava
devagar, mas longe.
Uns eram comunistas porque camarada Berlinguer era uma boa
pessoa.
Uns eram comunistas porque o democrata-cristão Andreotti não
era uma boa pessoa.
Uns eram comunistas porque eram ricos mas amavam o povo.
Uns eram comunistas porque bebiam o vinho e se comoviam nas
festas populares.
Uns eram comunistas porque eram tão ateus que precisavam de
outro Deus.
Uns eram comunistas porque eram tão fascinados pelos operários
que queriam ser um deles.
Uns eram comunistas porque não podiam ser mais do que
operários.
Uns eram comunistas porque queriam aumento de salário.
Uns eras comunistas porque a burguesia-o proletariado-a luta de
classes. Fácil não?
Uns eram comunistas porque a revolução hoje não, amanhã talvez,
mas depois de amanhã com certeza.
Uns eram comunistas porque “Viva Marx, viva Lenin, viva Mao
Tsé-Tung”.
Uns eram comunistas para irritar ao pai.
Uns eram comunistas porque só assistiam a TV-RAI 3.
Uns eram comunistas por moda, uns por princípio, uns por
frustração.
Uns eram comunistas porque queriam nacionalizar tudo.
Uns eram comunistas porque não conheciam os burocratas estatais,
para-estatais e afins.
Uns eram comunistas porque tinham trocado o “materialismo
dialético” pelo “Evangelho segundo Lenin”.
Uns eram comunistas porque estavam convictos de ter atrás de si a
classe operária.
Uns eram comunistas porque eram mais comunistas que os outros.
Uns eram comunistas porque havia o grande Partido Comunista.
Uns eram comunistas apesar de haver o grande Partido Comunista.
Uns eram comunistas porque não existia nada de melhor.
Uns eram comunistas porque temos o pior Partido Socialista da
Europa.
Uns eram comunistas porque um Estado pior que o nosso, só
Uganda.
Uns eram comunistas porque não aguentavam mais quarenta anos
de governos viscosos e mafiosos.
Uns eram comunistas por causa dos atentados fascistas da Praça
Fontana, Brescia, a estação de Bologna, o Italicus, Ustica etcétera
etcétera etcétera.
Uns eram comunistas porque quem era contra, era comunista.
*********************************************************
Uns eram comunistas porque não suportavam mais aquela coisa suja
a que nos obstinamos a chamar democracia.
Uns acreditavam ser comunistas e talvez fossem outra coisa
qualquer.
Uns eram comunistas porque sonhavam com uma liberdade diversa
daquela estadunidense.
Uns eram comunistas porque acreditavam que só poderiam estar
vivos e serem felizes se os outros também o fossem.
Uns eram comunistas porque precisavam de um empurrão para
algo de novo.
Porque estavam dispostos a modificar-se a cada dia.
Porque sentiam a necessidade de uma moral diferente.
Porque talvez fosse só uma força, um vôo, um sonho, fosse só um
salto, fosse só um desejo de mudar as coisas, de mudar a vida.
Uns eram comunistas porque estando ao lado deste salto, cada qual
era como mais de si mesmo: era como duas pessoas numa. De uma
parte o cansaço pessoal cotidiano e de outra o sentimento de
pertencer a uma raça que queria levantar vôo, para mudar
verdadeiramente a vida.
Não, nada a arrepender-se. Talvez por isso então muitos tenham
aberto as asas sem serem capazes de voar, como gaivotas
hipotéticas.
E agora? Também agora se sentem como dois, de um lado o
homem inserido, que atravessa obsequiosamente a miséria da
própria sobrevivência cotidiana e do outro a gaivota, sem mais
sequer a intenção do vôo, porque afinal de contas o sonho se
entorpeceu.
Duas misérias em um só corpo.
Se os comunistas têm razão, então eu sou o louco mais solitário em vida. Se eles estão errados, então não há esperança para o mundo